Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

batatas doces assadas no forno recheadas com quinoa e queijo feta, uma receita de sonho

Imagine o sabor da batata doce… Agora imagine a textura macia… e a cor apetitosa… Agora feche os olhos e imagine uma batata doce quentinha no forno recheada com quinoa, espinafres, arandos, nozes pecan e queijo feta… Já está a salivar? Eu estou! E esta receita do blog Green Valley Kitchen não só é deliciosa e saudável como é ideal para levar para o trabalho e provocar uma onda de inveja no seu escritório. Está a ver aquela coleguinha toda fit que leva sempre umas saladas apetitosas e coloridas na marmita? Vai roer-se toda!

Só precisa de duas batatas doces médias, espinafres baby cortados, um dente de alho picado, azeite, quinoa cozinhada, nozes pecan partidas, arandos secos, queijo feta cortado em pequenos cubos, pimenta preta moída e uma pitada de sal.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

RoastedSweetPotatoStuffedWithQuinoaAndSpinach1.jpg

 

 

é a última grande invenção do mundo dos doces: vêm aí as tabletes de chocolate cor-de-rosa

O meu coração acelerou, a temperatura subiu, a respiração descontrolou-se. O meu sistema nervoso central dá-me descargas de tremuras a cada 30 segundos. Estou com suores frios e com um nível de ansiedade igual ao do Jorge Jesus durante um jogo de futebol (especialmente desde que foi para o Sporting).

Acho que vou continuar assim até conseguir provar a última invenção do mundo da chocolataria: as tabletes de chocolate cor-de-rosa. Sem corantes, sem fruta, sem misturas, sem nada que lhe dê aquele maravilhoso tom cor-de-rosa. É só chocolate. Nada mais. A descoberta foi anunciada na semana passada, em Xangai, por um dos maiores e mais prestigiados fabricantes de chocolate do mundo, a Callebaut, e deverá chegar às lojas rapidamente.

800x-1.jpg

 

as papas de aveia mais surpreendentes de sempre

Parece uma sobremesa de sonho hipercalórica mas é um pequeno-almoço hipersaudável. Por baixo são umas papas de aveia com cacau, por cima tem banana caramelizada, morangos, iogurte e frutos secos, e ainda… (sim, não acabei!) um fio de chocolate quente para terminar. Esta receita do blog Dishing Out Health tem todos os ingredientes da clássica banana split só que é sem glúten, sem açúcar e rica em fibras e proteínas! Eu não disse que era saudável? Ah, além disso, demora só 10 minutos a fazer!

Só precisa de flocos de aveia, uma banana madura esmagada, leite de amêndoa, cacau em pó (a receita original usa proteína de chocolate mas eu prefiro cacau em pó), iogurte grego de baunilha, sementes de chia, extrato de baunilha e stevia. Como toppings, vai precisar de meia banana cortada em fatias grossas (óleo de coco e uma pitada de sal para caramelizar a banana), morangos fatiados, flocos de coco, nozes e pecan esmagadas e pepitas de chocolate preto com óleo de coco para fazer o chocolate quente.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

sundae3.jpg

  

 

como fazer uns peitos de frango com arroz e salada e só sujar um pirex: a receita ideal para uma segunda-feira à noite

Ponha a tocar a Marcha Fúnebre. Hoje é segunda-feira e ainda faltam 100 longas horas de espera até ao fim-de-semana (isto se tiver a sorte de sair na sexta às cinco da tarde). É verdade: estou com o humor do João Galamba quando olha para alguém de fato e gravata. E, por isso, preciso de um jantar tão rápido como o Usain Bolt e tão fácil como as concorrentes do Love on Top.

Esta estrondosa receita do blog Bev Cooks consegue ser tudo isso e ainda saudável e perfeita para uma família numerosa como a nossa. São uns peitos de frango acompanhados com uma salada grega e um fantástico arroz jasmim. Mas a grande novidade é que é tudo feito e servido dentro de um simples e solitário pirex. Ao mesmo tempo. Sem panelas para mexer nem temperaturas para controlar. Liga o forno, põe a travessa lá dentro e pode ir à sua vida. 45 minutos depois, o jantar está na mesa.

Para fazer esta tentação, só precisa dos habituais peitos de frango (que estão para os jantares de segunda-feira assim como o Marques Mendes está para as noites de domingo), arroz jasmim, caldo de galinha, tomilho, orégãos, cebola em pó, alho em pó (peço desculpa, mas à segunda-feira à noite não há tempo para cortar alho e cebola), queijo feta, tomatinhos cherry cortados ao meio, pepino em cubos, azeitonas, salsa e um limão para espremer. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

greek2-2.jpg

 

3 pequenos-almoços deliciosos com abacate para fazer ao longo da semana

Já partilhámos aqui no blog a obsessão do nosso Filho Mistério com vocação para chef por esse extraordinário fruto que ocupa metade do nosso frigorífico que é o abacate. Ele conseguiu contagiar toda a Família Mistério. Cá em casa, pequeno-almoço sem abacate é como o meu Cristiano Ronaldo sem abdominais, ou seja, é impensável. Por isso, pressionada pelo nosso  talentoso mini-misterioso, decidi pesquisar três receitas saudáveis com abacate para fazermos ao longo desta semana ao pequeno-almoço para conseguirmos despachar os quilos de abacate que temos no frigorífico.

 

Tostas de Abacate com Presunto e Queijo Creme 

DSC_0121-622x933.jpg

 

 

mini muffins de chocolate, manteiga de amendoim e abacate sem açúcar, leite ou farinha

Eu sei que é domingo e ninguém merece ficar horas na cozinha a preparar um lanche especial. Mas este vai ter mesmo de fazer. É tão fácil que não vai gastar mais de 15 minutos do seu tempo. É saudável porque não tem nem açúcar, nem farinha, nem leite. E é ideal para fazer hoje e guardar para o lanche das crianças durante a semana.

(Yupi! A escola está quase a começar! Finalmente! Desculpem o desabafo!)

Por tudo isto e muito mais, esta receita do blog Well Floured é incrivelmente deliciosa e original e vai fazer um sucesso na escola dos seus filhos.

Só precisa de 6 ingredientes: manteiga de amendoim, dois ovos, um abacate médio maduro, cacau em pó, fermento e mel.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 16 mini muffins, espreite aqui a receita original.

14574491500_053e62b88d_b.jpg

 

panquecas de cenoura com molho de queijo creme, o brunch ideal para levantar o astral

Sempre que me sinto ligeiramente deprimido, tenho duas soluções imbatíveis para me animar: ou olho para o cartaz do candidato do PSD à Camara Municipal de Oeiras, ou como uma fatia de bolo de cenoura. É claro que a cenoura não chega aos calcanhares de um político desenhado como o Super Mario Brothers, mas está cheia de carotenoides, um antioxidante ligado ao aumento do optimismo. E isso é o suficiente para me deixar com um sorriso de orelha a orelha.

Como hoje é domingo – e eu passo o meu dia a contar as horas que faltam para o regresso ao trabalho na segunda-feira de manhã – vou fazer uma receita deliciosa com cenoura para não me deprimir. Não é um bolo, mas são umas rapidíssimas panquecas feitas com cenoura ralada, o que diminui drasticamente a quantidade de farinha (uma maneira de animar também a minha querida Mulher Mistério).

A receita é do blog Rachel Scultz e é muito fácil de fazer, de tal forma que sou capaz de deixar a minha querida e desastrada Ela ajudar-me para ver se ela aprende qualquer coisinha.

Só vamos precisar de farinha, fermento, bicarbonato de sódio, sal, canela, noz-moscada, gengibre, um ovo, açúcar mascavado, leite, extracto de baunilha, cenouras raladas, queijo creme e açúcar. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Carrot-Cake-Pancakes-Cream-Cheese-Syrup-3.jpg

 

 

queijo derretido com figos caramelizados e nozes crocantes, um jantar de sonho para fazer em 15 minutos

O queijo vai derreter no forno e misturar-se lentamente com o sumo dos figos caramelizados pelo calor. Ao provar esta pequena maravilha da natureza, vai sentir essa mistura deslumbrante do salgado do Camembert com o doce da fruta. Por cima, tem umas fantásticas nozes crocantes que contrastam na perfeição com a cremosidade de tudo o resto.

Este parágrafo aqui de cima podia ser a descrição de uma natureza-morta de Cézanne, mas não: é o resultado de uma receita do blog A Cozy Kitchen. Eu encaro-a quase como uma obra de arte e, se pudesse, até a comia sentado num museu. Mas, como a época dos figos está quase a acabar, acho que a vou comer hoje mesmo, aqui em casa, enquanto posso.

Tudo o que vou precisar para fazer este jantar perfeito de sábado à noite é de um queijo Camembert ou um Brie pequeno, nozes picadas, pistácios picados, figos cortados em quatro, tomilho fresco e mel. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

MeltyBakedBrieFigsWalnutsHoney-9.jpg

 

 

tostas de cogumelos com mozzarella, a entrada ideal para um dia especial

É sábado, é dia de me desgraçar e estou a sonhar com esta receita há meses. Passo a explicar. A minha querida e adorável sogra chegou-me um dia cá a casa com um presente gigante. Eu, que adoro receber presentes (quem não gosta?), desembrulhei-o com o entusiasmo de uma criança numa manhã de Natal. E qual não é o meu espanto quando me apercebo que a dileta progenitora do meu querido Marido Mistério ofereceu-nos um paralelepípedo descomunal de…terra.

- Obrigada, minha querida sogra. Não era preciso incomodar-se. Estava mesmo a precisar de um bloco gigante de…terra. Fica muito bem aqui na sala.

O meu querido Marido Mistério veio logo a correr em defesa da sua amorosa mãe.

- Obrigada, mãe. Finalmente!

A minha alma estava parva. Até que percebi o porquê de tanta felicidade. Daquele imenso bloco de terra iriam brotar dezenas, se não mesmo centenas de cogumelos. Só tínhamos de o deixar ao sol. Ah, bom! Que sorte! Cogumelos a nascerem-me em casa. Que alegria! Fungos! Bactérias! Que felicidade!

E não é que passado um tempo, começaram a crescer, pasme-se, como cogumelos. E de repente tinha o frigorífico repleto de fungos e respetivos familiares! Por isso, andei louca à procura de receitas diferentes e originais para despachar tanto cogumelo.

Foi assim que dei de caras com esta tentação que encontrei no excelente blog da Donna Hay.

Só preciso de fatias de pão (a receita original sugere uma baguette mas, a mim, quem me tira o pão alentejano tira-me tudo), azeite, flor de sal, pimenta preta moída, um dente de alho cortado ao meio, manteiga, cogumelos, alecrim, salva e mozzarella de búfala.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

05c789dff902e3ea211477b30abfa248.jpg

 

 

estes vão ser os seus ovos preferidos a partir de hoje!

Não acredita? Porquê sempre esse cepticismo teimoso? Não sou só eu que digo que estes ovos vão entrar na sua vida com o mesmo entusiasmo com que a laca entrou na vida da Lili Caneças. É o próprio jornal Huffington Post que diz que não pode haver melhor receita do que esta para o seu brunch.

Criada a expectativa, vamos então aos esclarecimentos. Estes ovos cozidos ao vapor, juntamente com um cremoso puré, foram criados pelo café Eggslut, um pequeno paraíso do brunch em Los Angeles, nos Estados Unidos, e a receita publicada agora no livro The Grand Central Market Cookbook.

Além de ser irresistível a combinação da gema líquida com o puré de batata, este prato é facílimo de preparar. E tem essa enormíssima qualidade que é deixar cozer os ovos muito levemente, dentro de um frasco fechado, sem tocarem na em nada. A clara vai ficar firme mas solta, a gema totalmente líquida. E tudo isto se vai misturando com o puré lentamente, à medida que se for servindo com a colher.

Para fazer esta delícia dos céus, só vai precsar de batata descascada e cortada em cubos, manteiga à temperatura ambiente, ovos e cebolinho. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte aqui a receita original.

59b0000b1400002000fa83e5.jpeg

 

 

pizza de banana e manteiga de amendoim, um pequeno-almoço vegan e sem glúten para fazer em menos de 15 minutos

O mundo está mesmo a ficar louco. Não, não estou a falar daquele ser inacreditável que dá pelo nome Kim Jong Un, nem do facto do Donald Trump estar neste momento a olhar para as cortinas douradas com que decorou a Sala Oval enquanto assina decretos xenófobos. Estou a falar da revolução que está a acontecer no mundo da gastronomia: hoje em dia temos gelados de manjericão, flor de sal no chocolate, cozinha molecular e agora esta deliciosa invenção que é pizza de manteiga de amendoim.

Depois da pizza de Nutella, chegou a vez de experimentarmos ao pequeno-almoço esta tentação que, apesar de tudo, é vegan e sem glúten. Os miúdos estão loucos com a ideia e já imploraram para fazermos esta maravilha este fim de semana. E esta receita do blog Hummusapien é tão fácil que pode fazer hoje mesmo e em qualquer dia da semana.

Ao todo são menos de 15 minutos na cozinha.

Só precisa, para a base, de farinha de grão de bico sem glúten, leite de amêndoa, xarope de ácer, canela e extrato de baunilha. Para os toppings, use manteiga de amendoim natural, uma banana cortada às rodelas, sementes de cânhamo, pepitas de cacau e um fio de xarope de ácer.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para uma pessoa, espreite aqui a receita original.

IMG_4391aa.jpg

 

 

são uns peitos de frango mas também são uma pizza! não acredita? então o melhor é ler este texto

Imagine uma pizza. Agora tire-lhe a massa e substitua-a por uns peitos de frango fininhos. A ideia genial é do fantástico blog Two Peas & Their Pod e transforma esta na primeira pizza com base de peito de frango. É isso mesmo que acabou de ler: em vez da massa feita de farinha, tem uns peitos de frango fininhos. Depois, coloca-lhes em cima todos os toppings de uma pizza, leva ao forno e já está.

A minha querida Mulher Mistério ficou com a cara daquele emoji dos olhos esbugalhados, os Mini-Misteriosos começaram a babar como se fossem as cataratas do Niagara e eu estou como sempre – a caminho da cozinha para fazer esta belezura para o jantar de hoje.

Tudo o que vou precisar é de peitos de frango, queijo mozzarella ralado, pepperoni, cogumelos laminados, pão ralado, parmesão ralado, sumo de limão espremido no momento, molho marinara, cebola roxa laminada e pimentos picados. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui. Mas também pode adaptar os ingredientes aos seus toppings preferidos para uma pizza: fiambre, ananás, azeitonas, etc..

Pizza-Stuffed-Chicken-Roll-Ups-1.jpg

 

vídeo: como fazer minicroissants de nutella com apenas 4 ingredientes

IMG_9974.jpg

Não consigo compreender. Morro de inveja de pessoas que não gostam de comer. Têm uma vida tão mais fácil (mas francamente mais maçadora que é o que me consola)! Como é que eu, uma pobre aspirante a magra, posso resistir a uma receita destas? Tem tudo para não resistirmos! É deliciosa, leva Nutella, é fácil de fazer e só preciso de 4 ingredientes! É tudo a empurrar-me para comer isto hoje.

Mas fazer croissants em casa?! Está tudo maluco?! Não se assuste, é muito mais fácil do que parece. Até eu, que sou um desastre ambulante na cozinha, consigo fazer esta maravilha.

Nós já tínhamos experimentado esta receita há uns meses, mas agora resolvemos tirar todas as dúvidas e cronometrar, em vídeo, quanto tempo levamos a preparar estes croissants recheados com Nutella. O resultado é um surpreendente vídeo com 35 segundos. Quer ver?

 

 

 

bolachas de chocolate derretido com óleo de coco em vez de manteiga: saudáveis e divinais!

Esta é daquelas receitas que quase não precisava de título. Basta mostrar-me esta fotografia aqui em baixo para me deixar a babar como o Cavaco Silva em dia de bolo-rei. Só de imaginar o chocolate derretido e cremoso no meio da bolacha crocante, já fico com tremuras.

Mas antes que a minha querida Mulher Mistério pegue na colher de pau para me sovar por um atentado contra a sua dieta, deixe-me esclarecer: estas bolachas, do blog Ambitious Kitchen, são light. Exactamente. Light. Saudáveis. Dietéticas.

Não acredita? Então veja lá: em vez de manteiga, levam óleo de coco; em vez de farinha refinada, levam farinha integral; e, em vez de açúcar branco, levam açúcar mascavado. Que mais é que um homem podia querer do que uma mulher em paz e uma travessa de bolachas na mesa?

Tudo o que vou precisar para fazer esta delícia é de óleo de coco derretido mas arrefecido, açúcar mascavado, um ovo à temperatura ambiente (é importante não estar frio), extracto de baunilha, farinha integral (a receita original é com farinha de pasteleiro integral), bicarbonato de sódio, flor de sal e chocolate preto picado, com 72% de cacau. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

coconutoilcookies-2.jpg

 

as 10 ruas mais bonitas do mundo (e uma delas fica em portugal)

São grandes, pequenas, estreitas, compridas, coloridas, floridas, originais, assustadoras ou surpreendentes. Há de tudo, mas são todas maravilhosas. Vale a pena apanhar um avião só para percorrer cada uma delas. Não se apresse. Pode ir a uma de cada vez. Em São Francisco, por exemplo, há duas ruas incríveis que vale mesmo a pena conhecer. Toda a cidade é incrível, a verdade é essa. A prestigiada revista de arquitetura AD elegeu 14 ruas, eu selecionei 10. Mas há mais, muito mais por esse mundo fora. Só assim de repente, lembro-me de ruas lindas de morrer em Bruges, em Veneza, em Óbidos, em Monsaraz, enfim. Todas têm o seu encanto. Mas estas não pode mesmo perder. Ah, é verdade. Claro que nesta lista há uma rua portuguesa. Consegue adivinhar onde fica? Não vale espreitar. Isso é batota. Não resistiu. Eu sei.

 

Tetsugaku no michi, Quioto, Japão  

Tetsugaku no michi 2.jpeg

São quase 2 quilómetros de uma estrada de pedra com estas maravilhosas cerejeiras a criarem uma espécie de túnel natural. A rua, repleta de lojas, cafés, templos e altares, acompanha um canal e passa pelo famoso templo Ginkaku-ji, eleito pela UNESCO património mundial. A melhor altura para visitar aquele que é conhecido como o “Caminho do Filósofo” (em homenagem a Nishida Kitaro, um dos mais famosos filósofos japoneses, que costumava meditar enquanto percorria esta estrada rumo à Universidade de Quioto) é em abril, quando as cerejeiras estão em flor.