Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

as 3 mais fáceis, deliciosas e surpreendentes receitas de bacalhau para este natal

Quem é que disse que o jantar de Natal tinha de ser um pesadelo de trabalho? Quem é que decidiu que as mães e as avós deste mundo tinham de andar numa correria desenfreada entre o fogão e a mesa para tudo correr bem? Quem? Não tem resposta, não é? Calculei... Cá em casa essa ditadura do avental acabou há muitos anos.

Primeiro, porque a mãe desta Família Mistério não sabe o que é um refogado, quanto mais andar numa corrida desenfreada entre o fogão e a mesa! Depois, porque o pobre pai, a vítima trabalhadora, o escravo do lar – sim, estou a falar de mim mesmo na terceira pessoa... – já há muito que se preparou para estes eventos em que batalhões de familiares distantes ocupam a nossa casa à procura de comida, muita comida.

E é por isso que nunca chego ao Natal sem três deliciosas e facílimas receitas de bacalhau que deixem toda a família a babar e o Marido Mistério a descansar (eu sei, continuo a falar de mim na terceira pessoa...). Este ano, o altruísmo natalício tomou conta de mim e decidi partilhar essas três preciosidades aqui no blog. Veja lá se adivinha qual delas vou fazer cá em casa.

 

Bacalhau Assado no Forno com Limão, Alho e Ervas Aromáticas (para fazer em 20 minutos)

18862072_Mjrq3.jpeg

Aqui o segredo está entre parêntesis: uma divinal receita de Natal que leva apenas 20 minutos a fazer é tão impressionante como o Jorge Jesus de cabelo à escovinha. Além disso, esta receita do blog Baker by Nature leva tudo aquilo que um jantar de Natal pede: lombos de bacalhau altos e suculentos, azeite, alho e salsa. E depois leva aquilo que a transforma num prato surpreendente e totalmente inesperado: um delicioso molho de iogurte grego com queijo parmesão, manjericão, paprika e sumo de limão. Para finalizar, ainda tem uma crosta crocante de pão integral por cima.

É ou não é uma tentação? Veja todos os detalhes da receita aqui.

 

 

crumble de romã e frutos vermelhos, um doce facílimo e delicioso para este natal

Confesso que quando descobri esta receita no blog How Sweet It Is achei que tinha enlouquecido. O título original usava o termo "cobbler" e eu assumo aqui, sem qualquer pudor, a minha ignorância. Não fazia a mais pequena ideia do que era um "cobbler". Claro que o senhor-com-a-mania-que-sabe-tudo que é o meu querido Marido Mistério sacou da sua bagagem intelectual/gastronómica e elucidou-me: “É uma sobremesa de origem anglo-saxónica, na qual se prepara uma massa simples que é assada com frutos suculentos”. Ainda Ele nem tinha começado a frase, já estava eu a revirar os olhos. OK. Na prática, deduzi, é uma espécie de crumble. E crumble será! E este é um cobbler/crumble (whatever!) delicioso.

Só precisa de frutos vermelhos congelados, açúcar, romãs, farinha, fermento, sal, manteiga sem sal, uma vagem de baunilha sem sementes, leitelho, extrato de baunilha, amêndoas laminadas, açúcar em pó e gelado ou chantilly para servir.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

pomegranate-cobbler-I-howsweeteats.com-7.jpg