Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

como fazer as panquecas mais surpreendentes do mundo em apenas 10 minutos

Estou completamente esmagado. Sinto o chão a fugir-me debaixo dos pés. Estou a perder o controlo. Não sei o que fazer. Eu, o guru gastronómico desta modesta casa, o líder espiritual da comida mistério, aquele a quem toda a família vinha pedir conselhos, eu mesmo, Ele Mistério de seu nome, fui completamente ultrapassado pela temível prole de filhos que criei. Sinto-me o pai do Édipo a ser esfaqueado no coração.

Então não é que a minha prezada Mulher Mistério fez anos por um destes dias que não podemos revelar e teve direito a uma surpresa por parte dos filhos que me deixou reduzido à minha insignificância? Os petulantes tiveram o atrevimento de se juntar para preparar um presente para a mãe e, nesta casa, presente digno desse nome tem de exercitar pelo menos dois dos músculos do aparelho digestivo. Resultado: quando Ela acordou de manhã, no seu dia de anos, tinha prontas, à sua frente, as panquecas mais espectaculares e surpreendentes que estes olhos já viram na vida. Ainda por cima facílimas de fazer. E mais ainda: sem precisarem de qualquer tipo de ajuda ou conselho meu.

lace_pancakes_20045_16x9 (1).jpg

 

 

pudim de chia feito de trêeeees maneeeeeeiras diferentes

Quando eu era miúda, ia muitas vezes com o meu pai a um restaurante em Lisboa. O proprietário era um senhor — que na época já me parecia muito velhinho, mas o mais provável era ter praticamente a minha idade atual — que não nos dava a lista para a mão, porque adorava recitar a ementa. É das minhas memórias de infância, a forma como ele entoava, quase cantarolava: “Temos linguado, claaaaro, feito de quatro maneeeeeeeiras diferentes: meunière…” e lá continuava a recitar a descrição dos pratos com um orgulho quase ternurento. Lembrei-me dele quando encontrei esta genial receita do imprescindível blog Half Baked Harvest: pudim de chia feito de três “maneeeeeiras diferentes”. E decidi que este fim-de-semana ia experimentar pelo menos uma das três formas de fazer o pudim de chia.

1. A primeira vai ser esta tentação com figos e avelãs. Só preciso de leite (a autora da receita usou leite de coco), sementes de chia, extrato de baunilha, manteiga, xarope de ácer, nozes tostadas e figos frescos ou secos. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para uma pessoa, espreite aqui a receita original.

1.png