Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

novidade! novidade! o sushic já abriu no altis belém e nós fomos lá provar um niguiri de bacalhau e um ceviche alentejano

18206802_7Wu4n.jpeg

O Sushic está para o mundo dos restaurantes japoneses assim como o Cristiano Ronaldo está para a Selecção Nacional: pode já ter sido melhor do que é hoje, às vezes pode desiludir-nos, pode até deixar-nos furiosos – mas continua a ser espectacular. E então se conseguirmos teletransportar toda essa espectacularidade para uma esplanada com vista para o rio, em plena Primavera, o cenário melhora ainda mais.

Pois bem, esse teletransporte aconteceu há uns dias e o Sushic chegou directamente de Almada para a fantástica esplanada da Cafetaria Mensagem, no Hotel Altis Belém. É claro que este vosso prestável amigo não perdeu muito tempo para preparar a sua trouxa e rumar empenhadamente até lá com o único objectivo de relatar a experiência a vossas senhorias (saborear a comida não era evidentemente uma prioridade...).

 

 

sara matos, ricardo pereira e tiago teotónio pereira resumem os lusíadas e não só... em 10 palavras (vídeo)

Untitled design.png

Acha que é possível resumir a maior obra da poesia portuguesa em apenas 10 palavras? E o que é que faria se só tivesse 10 palavras para contar a história de O Principezinho? Ou d'Os Maias? Ou do Equador, de Miguel Sousa Tavares? Ou d' As Cinquenta Sombras de Grey? (Ok, se calhar, neste caso, é capaz de ser mais fácil...)

Pois bem, na semana da abertura da Feira do Livro de Lisboa, o Casal Mistério resolveu fazer uma homenagem especial à literatura e lançar esse desafio ciclópico a três actores portugueses: a espectacular Sara Matos, o fantástico Tiago Teotónio Pereira e o fabuloso e internacionalíssimo Ricardo Pereira. O resultado é um vídeo de um minuto que demonstra como é quase impossível resumir um grande livro numa curta frase.

 

 

salada de noodles de arroz vegetariana e crocante, um ótimo almoço para levar para o trabalho

Confesso que só descobri os noodles com o meu querido Marido Mistério. Pronto. Admiti. Neste momento Ele está a dançar de felicidade em frente ao computador. Adora convencer-se de que foi Ele que me mostrou o mundo. E eu adoro fingir que é verdade. E, de facto, há pelo menos duas coisas (que eu me lembre, assim de repente) que provei pela primeira vez graças a Ele: lingueirão e noodles. Pronto. Disse. Não se vai calar o resto do dia...

Voltando ao que interessa: esta salada de noodles de arroz, do blog Floating Kitchen, tem tudo o que eu preciso neste momento: legumes crocantes, ervas aromáticas e um delicioso molho light.

A receita demora menos de 20 minutos a fazer e é bem mais fácil do que parece. Para o molho, vai precisar de vinagre de arroz, molho de soja, raspas e sumo de uma lima, óleo de sésamo, açúcar mascavado, um dente de alho picado e flocos de pimenta vermelha.

Para a salada, precisa de noodles de arroz, ervilhas tortas, meio pepino cortado às rodelas fininhas, cebolinho cortado também em fatias muito fininhas, amendoins tostados e picados e folhas de manjericão e de hortelã. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

Crunchy-Noodle-Salad-2.jpg

 

salmão no forno com molho de iogurte e endro, um jantar saudável inspirado numa receita de jamie oliver

Domingo por esta altura, cá em casa, é sinónimo de crianças a marrar, eu a bezerrar no sofá e Ele a cozinhar o jantar. Como normalmente acordamos tarde e preferimos um brunch quase à hora de almoço, chegamos à hora de jantar esganados de fome. Mas como eu impus cá em casa um regime militar dietético pré-verão, Ele já começa a ficar sem imaginação para receitas pouco calóricas. Por isso, hoje decidi levantar-me do sofá e comprei um salmão fresco para o jantar. Mas não pensem que me fiquei por aqui: ainda fui à procura de uma receita diferente (mas para isso, confesso, não foi preciso sair do sofá…) e foi assim que me deparei com este delicioso salmão do multifacetado Jamie Oliver… que pode ser servido frio ou quente.

Ele só precisa de 25 minutos e de um bom filete de salmão (que já comprei!), raminhos de alecrim, azeite extra-virgem, um iogurte natural light, endro fresco picado, e sumo e raspa de limão.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

7cae177fe387a0b37306e842739c02eb.jpg

 

 

papas de aveia com chocolate preto, amêndoa e banana, um pequeno-almoço diferente e (o melhor de tudo) saudável

Desde que aderi a esta tendência saudável das papas de aveia que estou cada vez mais viciada nas suas múltiplas e inúmeras versões. Esta, então, do blog Ambitious Kitchen, é irresistível: consegue ser ligeiramente doce, um bocadinho salgada e incrivelmente nutritiva. Além disso, reúne numa só receita alguns dos meus ingredientes preferidos: chocolate, amêndoas e banana.

Só precisa de flocos de aveia (sem glúten se preferir), amêndoas com sal tostadas e picadas, fermento, canela, uma banana madura esmagada, leite de amêndoa sem açúcar, um ovo, óleo de coco, extrato de baunilha, chocolate negro 70% partido em pedaços, flor de sal, e mais amêndoas e rodelas de banana para decorar. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

BananaBakedOatmeal-7.jpg

 

novidade! novidade! abriu ontem o novo terraço de lisboa mesmo em frente ao tejo (para beber um copo ou para petiscar)

Sem nome.tiff

É terraço, é bar, é restaurante e dá para petiscar. A última grande novidade de Lisboa é o novíssimo terraço do magnífico restaurante Rio Maravilha. Abriu ontem e fica, no Lx Factory, mesmo de frente para o Rio Tejo e para a ponte 25 de Abril. Todos os fins-de-semana, vai haver música cool com DJ ao fim da tarde e, à noite, a festa prolonga-se no bar do restaurante.

 

rolinhos de massa folhada recheada com queijo, o aperitivo ideal para petiscar durante a tarde

As escolhas gastronómicas nesta casa parecem as variações da meteorologia em Portugal. Tanto optamos por refeições hiper-saudáveis, como estas bolachas de batata doce que a minha querida Mulher Mistério ensinou a fazer aqui, como mergulhamos em receitas ultra-calóricas, como estas divinais mini-panquecas holandesas que eu descobri aqui. E hoje é dia de caloria. Por isso, é que eu tenho esta espectacular receita de rolinhos de massa folhada recheados com queijo, do fabuloso site Food52.

Há dois anos, já me tinha deixado encantar por esta receita de triângulos de massa filo com parmesão e alecrim, do inigualável Gordon Ramsay, que pode ver aqui. Mas agora, quando descobri a massa folhada recheada com queijo, entrei num admirável mundo novo. Só de ver o queijo derretido a sair de dentro da massa, já me dá tremuras. 

Tudo o que vai precisar para fazer esta delícia é de uma boa massa folhada, queijo parmesão (ou outro de que goste mais, eu adoro o queijo de São Jorge mais curado), alecrim, pimenta preta moída no momento, 1 ovo e um pouco de farinha para polvilhar em cima do balcão.

310578bc-5115-4ade-bebf-3120cfafb8fa--17021671926_

 

 

barras de twix vegan, sem glúten e sem açúcar para fazer em casa (quem dá boas ideias, quem é?)

Esta receita do blog Bakerita é a prova acabada de que as aparências podem mesmo enganar. Uma pessoa olha para esta maravilha e pensa “Ai que chatice, não posso comer, faz-me mal!” Erro. Esta receita, acreditem ou não, minhas senhoras e meus senhores, é saudável: não tem açúcar, não tem glúten e ainda consegue ser vegan. Ainda por cima, faz-se em meia hora!

Vai precisar, para a base, de farinha de coco, sal, xarope de ácer e óleo de coco sólido. Para o recheio de caramelo, precisa de manteiga de amêndoa, xarope de ácer, óleo de coco derretido, extrato de baunilha e sal; e finalmente, para o topping de chocolate, vai voltar a precisar do óleo de coco derretido, de cacau em pó, de xarope de ácer e de flor de sal. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para fazer 16 barras, espreite aqui a receita original.

Paleo-Twix-Bars-11.jpg

 

3 novos restaurantes saudáveis e surpreendentes: só com comida ao vapor, vegetariana ou sem glúten nem lactose

19444290_nWOT2.jpeg

Estou de castigo. Depois de ontem ter dado aqui esta dica genial para transformar os seus ovos estrelados num jantar de sonho, com azeite, batatas fritas e outras desgraças, a minha querida Mulher Mistério obrigou-me a escrever um texto inteiro só a falar dos novos restaurantes saudáveis de Lisboa.

Não são propriamente restaurantes detox, só com saladas verdes e sumos imbebíveis, mas são restaurantes de comida saudável: sem glúten, sem lactose, vegetariana ou cozinhada ao vapor. E com uma outra vantagem: servem também comida deliciosa. Mas, como diria o grande Odorico Paraguaçu, vamos deixar os entretantos e partir para os finalmentes.

 

a maneira mais genial de transformar os seus ovos estrelados num jantar de sonho

Agora suspenda a dieta só por uns instantes. Imagine que lhe entrou a Isabel Baía pelo monitor adentro a pedir desculpa por esta interrupção e a anunciar que a dieta segue dentro de momentos. Vai ver que vale a pena fazer um pequeno intervalo só para conhecer a melhor maneira de fazer uns deliciosos e estaladiços ovos estrelados com um sabor verdadeiramente surpreendente.

O conselho é do fantástico site Food52. E é um óptimo guia para comer uns fantásticos ovos estrelados fora do pequeno-almoço. Tanto dá para os servir misturados com umas batatas fritas ao jantar ou, uma versão mais light, por cima de umas couves de Bruxelas – vai ver como é bom.

9de1b0bf-bea7-466c-9882-b1be5e616ac2--2016-0503_ge

 

bolachas de batata doce, a minha alegria ao longo do dia

Para quem já tinha perdido a fé em mim, venho solene e orgulhosamente anunciar que a minha luta continua e, aos poucos, as minhas gorduras (gordurinhas vá, também não sou propriamente a Fat Amy… ainda) têm ido para a rua. Pois é. Continuo em dieta. É o meu destino. O meu karma. Mas hoje estou animada. Descobri esta maravilhosa receita do blog My Whole Food Life e fiquei em transe.

Além de facílimas de fazer e de terem essa maravilha que é a batata doce, estas bolachas são saudáveis e são o snack ideal para quando me der a fraqueza (que é basicamente a um assustador ritmo de meia em meia hora). Só preciso de puré de batata doce, flocos de aveia sem glúten, xarope de ácer, canela, passas e sementes de abóbora. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

1.png

 

 

  

a maneira mais rápida e fácil de derreter chocolate é com um secador de cabelo

ice-cream-702938_960_720.jpg

Leu bem o título, sim senhora. Mas isso não significa que este seja um texto sobre cabeleireiros. Não é nada disso. É um texto sobre uma das dicas mais inesperadas e surpreendentes que já me passaram pela frente. Em vez de mergulhar em intermináveis sessões de banho-Maria... em vez de ter de optar repetidas idas de 30 segundos ao microondas... em vez de ter de estar preocupado com o calor a mais ou com queimar o chocolate... só precisa de ir buscar o secador do cabelo para derreter o chocolate em poucos segundos e a uma temperatura constante e moderada.

A fantástica dica é dada no site Food52 pela famosa cozinheira norte-americana Alice Medrich. Dona da cadeia de lojas de chocolate Chocolat, ela é conhecida nos Estados Unidos como a Primeira Dama do Chocolate. Segundo Medrich, só tem de seguir estes cinco simples passos para ter um fantástico chocolate derretido num instante:

 

abóbora assada no forno com iogurte grego, mel e nozes pecan: um pequeno-almoço delicioso e original

OK. Admito. Não é propriamente um pequeno-almoço para um dia de semana, sobretudo para pessoas como eu, que vivem a correr, mas fica a dica para o próximo fim-de-semana. Esta receita do fantástico blog Ambitious Kitchen demora cerca de uma hora a fazer… mas vale tanto a pena! Além de ser super saudável, não tem glúten, é vegetariana e é incrivelmente saborosa. Só precisa  de uma abóbora minimoranga, óleo de coco, canela, açúcar mascavado, iogurte grego natural, mel e nozes pecan picadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

2-IMG_5678.jpg

 

 

mercearia do miguel, um recanto de charme escondido em frente ao douro para um almoço leve de verão

13174170_878179328959674_5886985518600458529_n.jpg

Convém começar este texto pelas evidências: chama-se Mercearia do Miguel porque, em primeiro lugar, é uma mercearia e, em segundo lugar, o dono chama-se... Nuno. Calma, não entre já em modo Indignação-Bruno-de-Carvalho. É claro que há um sócio. Que se chama: Teresa.

Na verdade, o Miguel foi o primeiro proprietário da mercearia fundada em 1958. Agora, Teresa e Nuno recuperaram o velho espaço e transformaram-no numa mercearia pequena e cheia de charme que também tem umas mesas para quem quer comer qualquer coisa leve: três na sala minúscula e mais três na esplanada microscópica. Mas é precisamente o facto de aqui tudo ser praticamente em miniatura que transforma a Mercearia do Miguel num sítio encantador e carregado de charme onde se pode petiscar alguns pratos simples feitos com o que está à venda: saladas, tostas, bruschettas, queijos, presuntos, enchidos ou uns deliciosos bolos caseiros que podiam perfeitamente ter sido feitos pela minha saudosa tia Zulmira.

 

trufas de queijo de cabra, um delicioso aperitivo permitido pela minha dieta

Desde que li que o queijo de cabra é o queijo menos calórico de todos, voltei a sorrir. E esta receita do fantástico blog Amy in the Kitchen encheu-me as medidas (a verdade é que nos últimos dias as minhas medidas têm sido difíceis de preencher dada a fome que tenho passado) porque estas trufas conseguem ser light e super saborosas ao mesmo tempo. São uns ótimos aperitivos ou um fantástico snack durante a tarde.

Só precisa de queijo de cabra, queijo creme, nozes pecan e arandos secos picados, folhas de hortelã picadas ou outra erva aromática que preferir (eu gosto mais de manjericão, por exemplo, ou salsa). Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente para cerca de 12 trufas, espreite aqui a receita original.

goat-cheese-truffles-1.png