Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a sopa que todas as crianças vão adorar: sopa de chocolate com menta (para servir quente, claro)

Temos de admitir: estamos perante a maior revolução que a História da gastronomia já conheceu. Juntar na mesma receita as palavras sopa e chocolate é como juntar na mesma sala o Papa Francisco e os Irmãos Metralha. É a contradição mais absoluta de sabores, a inversão mais incrível de expectativas, a reunião mais absurda de opostos. A sopa é aquilo que me fez fugir da cozinha durante toda a minha infância, o chocolate é o que me faz voltar a ela a qualquer hora do dia ou da noite. 

É, por isso, com uma boca de espanto do tamanho da gruta de Mira de Aire que me apresento hoje aqui, à frente desta receita de sopa de chocolate com menta do fantástico blog Love and Olive Oil. E quando digo sopa, digo um caldo quente tradicional, não essas modernices que chamam sopa a qualquer leite creme.

ChocolateSoup-HeroH.jpg

 

 

5 deliciosos bolos numa caneca para cada dia desta semana (para fazer no microondas em poucos minutos, óbvio!)

mug-cakes-chocolate-large.jpg

Ninguém merece. Já é segunda-feira outra vez. Porque será que o fim-de-semana passa a correr? Nunca a expressão “Vai ser tão bom, não foi?” me fez tanto sentido. E como enfrentar esta triste realidade? Com um sorriso e uma caneca de bolo para cada dia da semana. É como aquelas pessoas que traçam objetivos para o dia ou para o mês ou para o ano todo. Eu tracei o meu: comer um bolo numa caneca feito no microondas até ao próximo fim-de-semana. Para isso, contei com a preciosa ajuda do jornal The Telegraph que selecionou várias receitas e eu escolhi as minhas preferidas. A dieta? Ah, é verdade, esqueci-me...