Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o bar com uma das mais simpáticas vistas de mar (mas com um dos mais antipáticos serviços de cascais)

10010285_1028252880518274_4822256609413840338_o.jp

O serviço

O que é que será melhor: uma empregada que não sorri ou uma empregada que não lhe responde quando diz boa tarde? Hmmm... Deixe cá ver... 

O que é que será melhor: uma empregada que se queixa à colega de outra pessoa à sua frente ou uma empregada que continua a falar com a colega, de costas para si, enquanto espera ao balcão. Hmmm...

O que é que será melhor: uma empregada que tem uma enorme dificuldade em dizer "obrigado" ou uma empregada que tem uma manifesta incapacidade de dizer "se faz favor"? Hmmm...

São, de facto, dilemas difíceis de resolver, mas na Duna da Cresmina, em Cascais, não existe essa dúvida – até porque as empregadas conseguem reunir todas estas características numa equipa una e indivisível. Ali não há sorrisos, não há disponibilidades, não há boas vontades. Ali não há simpáticas e antipáticas. Ali faz-se aquilo que tem de se fazer. E nada mais. É preciso responder aos clientes? Responde-se – mas sem simpatias. É preciso levantar os pratos da mesa? Levanta-se – mas não se limpa a mesa. É preciso receber o dinheiro dos clientes? Recebe-se – mas não se agradece. Ou seja, o serviço cumpre – mas não agrada.

É pena, porque, no que diz respeito à vista, o sítio é imbatível.

 

 

o casal mistério teletransportou-se para o futuro e dá duas receitas típicas de 2035: salada de alforrecas e chupa-chupa de grilos com chocolate

Para comemorar os 20 anos de vida, o Sapo convidou o Casal Mistério para imaginar como seria a comida daqui a 20 anos. Como não somos cá de futurologias, preferimos ir mesmo almoçar a 2035, sentados num confortável DeLorean. Este é o texto que vamos publicar precisamente daqui a 20 anos. Se tem dúvidas, pergunte ao Marty McFly. Boa leitura e muitos parabéns a toda a fantástica equipa do Sapo que faz diariamente o melhor portal!

 

Lisboa, 19 de Setembro de 2035 

Os meus lindos netinhos chegaram hoje cá a casa com um desejo compulsivo de chupa-chupas:

- Avô! avô! O avô, que tem essa coisa da Idade Média a que chama blog e que escreve sobre comida, é que nos podia fazer um chupa-chupa especial hoje à tarde. Vá lá! Vá lá!

Depois de ter ultrapassado essa pequena humilhação familiar de ser uma das duas únicas pessoas em Portugal que ainda tem um blog em texto (a outra é o Medina Carreira que, aos 104 anos, está fresco como uma alface), decidi fazer a vontade dos netinhos e preparar-lhes um chupa-chupa saudável (desde que teve a última crise de ciática, Ela impediu-me terminantemente de fazer qualquer prato com mais de 500 calorias). Foi por isso que mergulhei na Internet à procura de Stefan Gates, um gastronauta famoso dos meus tempos de jovem blogueiro-mistério (hoje em dia, como toda a gente comunica em vídeo, torna-se difícil guardar um segredo por mais de 30 segundos...) que em 2015 fez uma previsão no extinto jornal britânico The Observer sobre como seria a comida do futuro.

O mais incrível é que hoje, no ano da graça de 2035, 20 anos depois das suas previsões futuristas, as receitas de Stefan Gates estão completamente actualizadas. Por exemplo, este maravilhoso chupa-chupa de grilos e larvas da farinha (uma especialidade!) com chocolate encontrei-o no outro dia à venda numa dessas roulottes voadoras que nos levam a comida a casa.

 

Chupa-chupa de Grilos e Larvas da Farinha com Chocolate

0d37cb07-765d-47eb-a93a-162704644f0a-1598x2040.jpe

  • 22 Grilos médios
  • 1/2 chávena de chocolate preto derretido
  • 2 colheres de sopa de larvas da farinha secas

 

 

tosta de ceviche de camarão com abacate, uma receita chiquérrima e light que até eu consigo fazer!

Como diria Rui Veloso, o prometido é devido. E eu, ao contrário dos políticos, cumpro as minhas promessas. Se ontem foi dia de me alambazar com umas panquecas de banana com creme fraîche, hoje é dia de fechar a boca. Bem, vou abri-la só um bocadinho, mas só para comer coisas super-hiper-mega-saudáveis. E há alguma coisa mais saudável do que um ceviche? Sim, um copo de água talvez ou uma chávena de chá. OK. Mas um ceviche é light. Muito. E esta receita de ceviche de camarão sobre tostas de milho, do blog I Wash You Dry, é ótima para principiantes como eu. Se também está de dieta, pode sempre colocar o ceviche sobre uma cama de alface, por exemplo, em vez de uma tosta. 

Shrimp-Ceviche-Tostada-3.jpg

 

quer uma surpresa genial para o fim-de-semana? tarte de maçã dentro de uma maçã

Não me diga que nunca passou por este momento de angústia ao longo da sua vida: estava mesmo, mesmo a apetecer-lhe uma deliciosa tarte de maçã, mas não vai fazer uma inteira só para si. Eu sei, é um momento que pode traumatizar qualquer pessoa para o resto da vida – eu próprio demorei alguns meses a ultrapassar este trauma depois da primeira vez que isto me aconteceu. Mas agora estou aqui, feliz e destraumatizado, depois de ter encontrado esta magnífica receita que resolve todos os nossos problemas. A grande ideia é do fantástico blog Chocolate & Carrots e dá a solução ideal para esta angústia: uma tarte de maçã só para uma pessoa, feita dentro da própria maçã. A questão é que esta receita é tão espectacular que não vou resistir a fazê-la em doses industriais para servir de sobremesa no próximo jantar cá em casa. Ainda por cima, é fácil de preparar.

Apple-Pies-for-Two-chocolateandcarrots.com_.jpg

 

as incríveis e tentadoras panquecas de banana com crème fraîche do jamie oliver

Ai. Ai. Ai. Agora é que me vou desgraçar de vez. Era uma vez uma dieta. Mas paciência. Hoje é dia de festa na Mansão Mistério e amanhã é um novo dia. "O" dia mesmo. Aquele dia com a cruz no calendário. O dia certo para recomeçar a dieta, porque hoje, tenham paciência, não vou resistir a esta pequena maravilha, inventada por esse monstro consagrado da culinária que se chama Jamie Oliver. O pretexto? Porque é que é dia de festa cá em casa? Porque sim. Porque é sexta-feira e há que celebrar em grande estilo.

49_1_1439297932.jpg

 

 

salada de maçã, courgette e beterraba para me despedir do verão magra e em beleza

Esta salada é tão light, tão light que só de olhar uma pessoa emagrece. Só a courgette é que é grelhada, tudo o resto é cru. Mas que tem uma grande pinta, lá isso tem. Tenho dúvidas de que se aguente em pé ao fim da primeira garfada, mas isso agora não interessa nada. A receita é do espetacular blog green kitchen stories.

8dcee0e92e9ed7a4821d01e518117497.jpg

 

a dica que vai revolucionar a sua vida na cozinha: ovos mexidos em água a ferver (com a garantia de um chef michelin)

2015-09-11-1441992447-9506809-poachedscrambledeggs

Quem é que um dia decidiu que os ovos mexidos deveriam ser fritos numa frigideira? Não foi seguramente a vítima que, a seguir, tem de lavar a frigideira com ovo agarrado até às entranhas. Nem foi o chef americano Daniel Patterson, orgulhoso detentor de duas honrosas estrelas Michelin, que resolveu revolucionar a forma como o mundo cozinha ovos mexidos. Patterson colocou em causa tudo o que se sabia até agora e criou uma nova técnica de cozinhar os ovos. Além de sujar menos, eles ficam mais macios, mais molhados e mais fofinhos. Ainda por cima, só demora 20 segundos a fazer. Tudo o que precisa é de seguir estes cinco simples passos reunidos pelo jornal online Huffington Post.

 

 

os divinais crocantes de salmão do sushic no mercado de algés (o quê, já foram ao mercado de algés?! ah, pois é! e contamos tudo aqui)

Já fomos ao mercado de Algés! Confesso que cada vez gosto mais desta ideia de reabilitarem os mercados e criarem food courts. Fui recentemente com uma amiga minha e os meus olhos saltaram de órbitras quando vislumbrei a palavra Sushic. Acelerei o passo e debrucei-me por cima do balcão, tal era a expectativa.

- Não me diga que este é o mesmo Sushic de Almada!

- Digo, digo!

- Que maravilha! Fico já aqui!

A minha amiga ainda olhou em redor mas perante a minha excitação, nem tentou sugerir outra coisa. E por ali ficámos. Ainda bem. Mal olhei para a lista, fixei-me no crocante de salmão. Perguntei o que era e o senhor apontou-me para um tabuleiro que já estava pronto. Quando vi que era um cone com uma bolacha muito fininha, tipo massa filo, recheado de salmão, não hesitei.

- É isso mesmo.

10957534_469658629882837_7169771168098341523_n (1)

Mas antes, deixem-me cumprir as regras que o meu querido Marido Mistério impõe no que toca a críticas de restaurantes. Falemos do... 

 

taça de salmão e arroz selvagem com molho tailandês, uma quase-salada de outono para um almoço saudável

Não é uma salada mas podia ser, porque é tão verde e cor-de-rosa que é quase, quase uma salada. Saudável é com certeza. E também é saborosa e original, porque o molho é inspirado nos típicos sabores tailandeses, como a lima, o molho de peixe e o chili, a hortelã e os coentros, o que significa que esta receita, do blog Little Sugar Snaps, é ligeiramente picante e deliciosamente surpreendente. 

Thai-Salmon-Rice-Lunch-Bowls-5-of-5.jpg

 

 

e agora a pergunta mais importante da semana: onde é que se comem os melhores percebes? e o melhor camarão com arroz de alho?

1011248_804529996241798_1678495800_n.jpg

Eu sei que nem tudo é uma questão de tamanho, mas no caso dos percebes vale a pena sair de casa com uma fita métrica na mão. Quanto maiores, mais carnudos, mais tenros e mais saborosos. Os percebes estão para mim no Olimpo da culinária. São o marisco mais estranho, mas também aquele que tem o sabor mais aproximado com o do mar. Talvez a par das cracas, mas com uma enorme diferença: os percebes são maiores. E assim voltamos ao início da conversa: os percebes devem ser degustados de babete ao pescoço e fita métrica na mão. O babate protege-nos das incontroláveis esguichadelas de água salgada que são uma permanente ameaça à domingueira camisinha branca, a fita métrica garante-nos que estamos a comer marisco decente.

Foi assim que eu saí de casa num destes dias (sim, numa figura relativamente ridícula...) à procura dos percebes mais avantajados da região de Lisboa. E encontrei-os, como já suspeitava, na Praia das Maçãs, ao pé de Sintra. O restaurante chama-se Búzio, mas deve ter sido uma desatenção do pai no dia do registo, porque este é o paraíso do percebe. Felizmente não é só. Por isso o melhor é fazer um rápido flashback até ao início de tudo.

 

 

o aperitivo mais louco do mundo: chips de batata doce mergulhados em chocolate preto e flor de sal

Pronto, o homem endoidou de vez! 

É isso que lhe passa neste momento pela cabeça, depois de ter visto esta sugestão matinal, não é?

Devo dizer-lhe que não é a primeira pessoa a pensar assim. Todos os santos dias de manhã, a minha querida Mulher Mistério pensa exactamente a mesma coisa cada vez que me ouve falar.

No entanto, pelo menos hoje, tenho de lhe pedir cinco preciosos minutos da sua atenção, porque, apesar de parecer louca, esta receita do fantástico blog Minimalist Baker é absolutamente divinal. Primeiro, porque tanto pode ser uma entrada fabulosa como uma fabulosa sobremesa. Depois, porque é tão fácil de fazer que só leva cinco simples ingredientes. Vai ver que nem precisa de cinco minutos para conhecer esta loucura matinal.

Minimalist-Baker-Dark-Chocolate-Dipped-Sweet-Potat

 

 

noodles com tomate cherry, feijão branco e manjericão, o jantar ideal para combater a neura de segunda-feira

Primeiro dia da semana, primeiro dia de escola, primeiro dia de atividades extracurriculares, primeiro dia do resto das nossas vidas e eu já só penso no fim-de-semana. E depois de um dia de regressos e estreias, uma pessoa ainda tem que pensar no jantar. Hoje, não tenho tempo para grandes invenções e ideias. Por isso, vou despachar a Família Mistério com esta deliciosa e prática receita do blog a couple cooks. É saudável, nutritiva e o melhor de tudo: é facílima de preparar. A receita original é feita com noodles de trigo sarraceno, mas como é difícil encontrar essa iguaria em Portugal, muito menos numa segunda-feira à noite, vou fazer com noodles normais.

4Y0A4682-1.jpg

 

5 pequenos-almoços saudáveis para uma semana sem pão, leite ou manteiga

Acabou o descanso. Voltou a segunda-feira e, com ela, o cruel e sádico despertar às 7h da manhã com o mais irritante barulho de despertador que podia existir. Esta semana, Ela decidiu implementar um novo regime de pequeno-almoço. As torradas foram erradicadas desta casa, a manteiga foi banida e o leite excomungado. Abriu a época das taças de smoothies. Tudo graças à sempre presente dieta Dela. E aqui ficam as cinco receitas para a nossa primeira semana smoothie light. As sugestões são todas do sempre útil Buzzfeed.

 

Frutos silvestres com topping de amoras brancas e sementes de abóbora

enhanced-441-1440109671-3.jpg

A vantagem destes smoothies é que são tão deliciosos quanto fáceis de fazer. Só tem de começar por bater num liquidificar – ou na Bimby – 1,5 chávenas de frutos silvestres congelados com 1/4 de chávena de sumo de romã e 1/4 de chávena de iogurte natural até ficar com um creme aveludado. Passe o smoothie para uma taça e ponha por cima os toppings: meia chávena de mirtilos, meio pêssego cortado às fatias, 2 colheres de sopa de amoras brancas secas, 2 colheres de sopa de sementes de abóbora e um fio de iogurte. 

 

pudim de chia, abacate e spirulina (spiru o quê? definitivamente sou uma nova mulher)

Bom dia alegria! Estou tão orgulhosa de mim! Estou uma mulher nova. Abandonei o meu passado negro de torradas carregadas de manteiga com leite ao pequeno-almoço para me dedicar a receitas saudáveis e detox mas nem por isso menos deliciosas. Já estou viciada em iogurte natural com granola, e hoje vou fazer esta pequena maravilha vegan recheada de proteínas e antioxidantes do incrível blog the awesome green. Até tem spirulina! Sabem o que é? Eu não sabia. Confesso a minha ignorância. Mas a nova Ela foi investigar. É uma microalga muito rica em proteínas que praticamente faz bem a tudo. Há lá melhor forma de começar o dia?

Berry-Spirulin-Chia-Pudding.jpg

 

 

5 substitutos eficazes e surpreendentes para o café

Cá em casa, a minha prezada Mulher Mistério bebe um cappucino duplo todas as manhãs, um café a seguir ao pequeno-almoço, mais outro a meio da manhã, mais um a seguir ao almoço, outro a meio da tarde e por aí adiante. Recentemente, porque a idade não perdoa, começou a beber descafeinado à noite: um depois do jantar, outro a meio da noite, enfim... nunca se deita com menos de cinco cafés no sistema nervoso central. E todos cheios – que Ela ainda não percebeu terem mais cafeína do que os cafés curtos.

Foi com esta preocupação na mente que mergulhei numa profundíssima investigação em busca das melhores alternativas para a fazer abandonar este suicídio cafeinómano em que Ela se envolveu. E recentemente encontrei este maravilhoso artigo de Sam Negrin, criadora do site All Good Health e editora da Leaf TV, que sugere cinco surpreendentes formas de substituir o café por ingredientes mais saudáveis. O artigo foi publicado no blog Because I'm Addicted. Eu escolhi quatro sugestões que vou tentar começar a dar-lhe sem Ela perceber. Vamos ver se resulta.

36b412f2fe633271876071a5c911b45a-612x918.jpg