Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

5 receitas rápidas e fáceis para fazer dentro de um abacate

É bom para uma entrada, é rápido para uma última hora, é fácil para um principiante. Tudo começa da mesma maneira: corte um abacate ao meio, retire o caroço e encha com alguns ingredientes. E só agora é que a coisa varia. O blog Lexi's Clean Kitchen tem cinco sugestões maravilhosas para esta salada de Verão. Chama-lhes barcos de abacate. E tem sugestões boas para o pequeno-almoço, o almoço ou o jantar. É só escolher.

 

 

um jantar light que o vai deixar cheio: salada de salmão e grão com mostarda de dijon

O fim-de-semana foi de paletes de comida e eu tenho-A a Ela a massacrar-me por causa da dieta. Ah, e tal, ainda é Verão e não paramos de comer. Bom, agora que Ela não está aqui, tenho de confessar que, de facto, é capaz de ter alguma razão. E por isso é que estive à procura de uma salada fácil e rápida de fazer para o jantar de hoje. Mas, já agora, e como temos quatro aspiradores de comida cá em casa, além destes dois vossos criados, convém que seja uma salada light, mas não tão light, tão light que nos deixe convencidos de que não comemos nada. O equilíbrio perfeito é esta receita do fantástico blog Not Without Salt, que mistura verdes, proteínas e hidratos de carbono.

IMG_0074.jpg

 

salada de cenoura e abacate com nabo cru, uma receita milagrosa

A minha querida e estimada Mulher Mistério vive a dizer que eu sou hipocondríaco. Uma acusação que considero de uma tremenda injustiça. Digamos que sou... cuidadoso, um tanto ou quanto preocupado. E acreditem ou não, acordei hoje com uma carraspana monumental. Ela revira os olhos, eu vou para a cozinha, porque não há nada melhor do que uma terrível constipação para nos fazer descobrir receitas diferentes. E, ainda por cima, que fazem bem à saúde. E, melhor ainda, que ajudam a curar a gripe. Nabo. É supostamente outro legume maravilhoso contra as doenças respiratórias. Os mais ousados comem-no em xarope com açúcar. Os mais previsíveis comem-no na sopa com outros legumes. Eu como-o na salada, sem mais.

 

 

salada de couves de bruxelas com cebola roxa e queijo pecorino, um jantar light para começar a semana motivado

Segunda-feira é sinónimo de regresso ao trabalho e de neura, porque ainda faltam mais quatro dias até ao próximo fim-de-semana, o que significa que, para a minha mui prezada Mulher Mistério, faltam quatro dias para voltar a ter direito ao seu Dia da Asneira! Para variar, Ela implorou-me por mais um petisco light (diz que até às férias do ano que vem não ingere mais do que 100 calorias por dia...). Eu fui procurar uma ideia nova para lhe fazer a vontade e descobri esta óptima e rápida receita do site Not Without Salt. Só preciso de três canecas de couves de Bruxelas, meia cebola roxa, sumo de 1 limão, uma colher de chá de mel, uma colher de chá de mostarda whole grain, uma colher de chá de azeite e queijo pecorino ralado grosso.

slaw2 (1).jpg

 

 

bolinhas de cacau, passas e coco, uma receita vegan e sem culpas para começar bem a sua semana

Depois de mais um fim-de-semana de desgraça dietética, infelizmente tenho de voltar a ter uma conversa difícil com a minha balança. Mas recuso-me terminantemente a ter essa conversa sozinha. Hoje levo comigo, para me apoiar, esta receita do blog 86 Lemons, que é vegan, gluten-free e guilty-free, que é como quem diz incrivelmente saudável! E como é muito fácil de fazer e nem sequer precisa de forno ou fogão, aqui deixo a receita para o meu querido Marido Mistério começar a sua semana de avental à cintura.

1.jpg

 

gaspacho dourado com tomate amarelo e pêssego, uma receita vegan e sem glúten

Qual é coisa, qual é ela que tem poucos ingredientes, demora 10 minutos a preparar e parece todo o sol de verão num copo ou numa taça? Acertou! Pois claro! É este espetacular gaspacho dourado que descobri no blog Happy Hearted Kitchen. O segredo é encontrar os tomates e os pêssegos mais maduros e sumarentos do mercado. Claro que pode usar tomates encarnados mas, além dos amarelos serem mais doces, corre o risco de o seu gaspacho ficar menos dourado. É uma entrada espetacular para servir num almoço ou num jantar de verão porque pode fazer com antecedência e mantê-la no frigorífico para apurar o sabor. Ainda por cima, é vegan e sem glúten. 

Só precisa de tomates amarelos picados, pêssegos maduros sem caroço também picados, um pimento amarelo, uma chalota pequena, dois dentes de alho, vinagre de vinho tinto, azeite extra-virgem, sal, folhas de manjericão cortadas e mais uns tomatinhos e uns pêssegos extra para decorar. Se quiser saber a quantidade certa de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

image.jpeg

 

 

salada caprese com abacate, um saudável almoço de domingo

Pronto. Ele enlouqueceu de vez e, inspirado por este seu texto (veja aqui), decidiu reorganizar todo o nosso frigorífico para conseguir conservar a comida durante mais tempo. É claro que sobrou para mim. Levei uma seca de duas horas sobre tudo o que estava a fazer de mal (porque obviamente a culpa dos legumes e das frutas se estragarem é totalmente minha e não daquela alma que compra tudo em doses industriais).

Por isso, entre limpezas e arrumações, sobrou-nos pouco para o almoço. E como ao domingo desce sempre em mim um imenso sentimento de culpa pelos excessos do fim de semana, salvei os ingredientes para uma salada muito light para acabar de vez com os remorsos. Por isso, peguei num queijo mozzarella, num abacate, lembrei-me desta simples e deliciosa receita do blog Foodie Crush, e fiz a festa.

 

gin de pera e maçã, uma bebida quase light para brindar ao fim das férias

Quem é que ainda não foi de férias? A sério! Adorava saber… Infelizmente, agosto está a chegar ao fim e como ele este maravilhoso período a que damos o nome de férias. E é por isso que hoje é motivo para brindar. A quê? Ao fim das férias de 90% dos portugueses. Mas como ainda nos restam uns bons dias de praia até ao outono, vou brindar com um gin, claro, mas mais saudável: com peras e maçãs (já estou a imaginar o sorriso de felicidade da minha nutricionista). A receita é do ótimo blog Naturally Ella.

IMG_8371.jpg

 

prepare-se para o choque: uma finíssima e crocante pizza de queijo e ovo sem glúten para o pequeno-almoço

Comer uma pizza ao pequeno-almoço pode ser tão estranho como ver um polícia mandar alguém tirar a roupa na praia. Mas para não entrar em polémicas com burquínis, mais vale passarmos directamente para as pizzas. Esta exótica receita do blog Feed Me Phoebe é uma deliciosa tradição mexicana para começar o dia. Cá em casa, como a minha querida Mulher Mistério não aguenta colocar qualquer coisa no estômago, de manhã, antes do obrigatório leite com café, acho que vou experimentar fazer para o nosso habitual brunch antes da praia. Primeiro o galão, depois a pizza mexicana.

É claro que, quando falo de pizza, não me estou a referir a uma massa alta e calórica capaz de embuchar até duas Fat Amy. Nada disso, a base desta pizza é feita com uma finíssima, delicada e crocante tortilla de milho sem glúten. E foi isso que convenceu a minha querida Ela a autorizar o seu prezado Marido Mistério (eu mesmo!) a entrar na cozinha.

Além das tortillas de milho, vai precisar de azeite, molho marinara, queijo cheddar (eu vou usar o meu querido e amado Queijo da Ilha ralado), cebola roxa, ovos, coentros e abacate. Se gostar, também pode colocar um pimento jalapeño pequeno às fatias. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

1B3A1759.jpg

 

salada de frango marinado com limão, abacate e romã para celebrar este fim-de-semana

Nunca a eterna música do Boss AC me fez tanto sentido. Estou mesmo a precisar do fim-de-semana. Estou exausta! E de dieta. O que é deprimente. E como hoje, para variar, vamos jantar fora (que remédio, uma pessoa tem que trabalhar, não é verdade?) e já sei que vou comer tudo o que eu não devo, amanhã vou fazer esta deliciosa salada para o almoço para me redimir. É por estas e por outras que estou sempre na mesma: engordo um dia, emagreço no dia seguinte, e assim sucessivamente...

Mas esta salada do blog Pinch of Yum vai conquistar até as bocas insaciáveis dos nossos mini-misteriosos. É deliciosa e muito fácil de fazer. Só preciso de peitos de frango limpos, toranjas descascadas e cortadas às fatias, abacate, sementes de romã, folhas de espinafres cortadas em pedaços, grão, chalota cortada muito fininha e salsa ou hortelã. Para a marinada de frango, vou precisar de azeite, vinagre de cidra, sumo de meio limão e sal. E para o molho, posso usar ou iogurte grego ou maionese, vinagre de champanhe, mostarda Dijon, sal, pimenta e um fio de mel.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

image.jpeg

 

 

o pequeno-almoço mais surpreendente do mês: panquecas de milho, directamente saídas da maçaroca

Este fim-de-semana, vai haver festa na Mansão Mistério. É a celebração do último fim-de-semana de Agosto. Que, por acaso, também é o primeiro fim-de-semana do fim das férias. E o 35.º do ano. Que, por acaso, é o número preferido do mini-misterioso mais novo. Eu sei, tudo é um bom pretexto para celebrar, não é? E cá em casa celebra-se sempre com uma receita deliciosa. 

Nesta festa improvisada, o mini-misterioso mais novo teve a honra de escolher a ementa. E, na impossibilidade de optar por um pequeno-almoço de Nutella acompanhada com um pouco de Nutella, teve de encontrar uma alternativa. A sua escolha foi revelada ontem à noite: umas fabulosas panquecas de milho. E quando digo de milho, não digo de farinha de milho, mas de milho verdadeiro, em grãos frescos e suculentos, acabados de sair da maçaroca, que lhe dá um toque adocicado e uma textura mais estaladiça. A receita é da sempre genial Martha Stewart.

Tudo o que vai precisar é de farinha, leite, óleo de canola, uma maçaroca, um ovo e sal grosso. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

05edf10_e_vert.jpg

 

alecrim ao chiado, um refúgio discreto para namorar no bairro da moda em lisboa

12235012_793779807398372_5793559447531228107_n.jpg

Imagine um prédio antigo, totalmente restaurado, com um imponente hall de pedra com tetos em arcos, cujas escadas o levam a uma pequena secretária de madeira. Chegou à receção do Alecrim ao Chiado, que abriu portas em outubro do ano passado.

A sensação que tive quando entrámos é que estávamos a invadir a casa de família de alguém de provecta idade. À entrada, por exemplo, um sofá castanho de veludo, já bastante usado, está de frente a duas poltronas de pele e a uma lareira restaurada em tons de azul velho, situada sob uma cabeça empalhada de um animal cuja identidade a minha parca cultura zoológica não conseguiu identificar.

 

sashimi de melancia com abacate e gengibre, a entrada mais fresca do verão (para fazer em apenas 10 minutos)

A melancia está para a minha vida assim como o telemóvel está para a vida dos meus queridos quatro mini-misteriosos. Eles idolatram o telemóvel de manhã, à tarde e à noite; eu idolatro a melancia na sangria, na limonada, na salada ou até no bolo. E agora descobri a melhor e mais criativa forma de utilizar esta fruta dos deuses: como sashimi. Como sashimi? Como, sim, senhor – e com molho de soja e tudo.

A ideia genial é do fabuloso blog Minimalist Baker. E é tão fácil de fazer que vai perder mais tempo a comer este prato do que a prepará-lo – a não ser que almoce em menos de 10 minutos... 

Tudo o que vai precisar é de melancia (de preferência, sem sementes), abacate, gengibre em pickles (eu acho que vou experimentar com gengibre fresco ralado), uma cebola roxa cortada muito fininha e sementes de sésamo. Para fazer o molho, separe óleo de sésamo, molho tamari (se não encontrar, pode usar molho de soja) e wasabi. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

WATERMELON-SASHIMI-10-minutes-SO-fresh-and-flavoru

 

 

lombo de bacalhau no forno com leite de coco e gengibre, uma receita só com 5 ingredientes

Confesso: estou obcecado com molhos à base de leite de coco, gengibre e caril. Podia estar obcecado por me tornar no 21º administrador da Caixa Geral de Depósitos, mas não. Deu-me para isto. Depois dessa divinal receita de camarão com molho de coco e gengibre (veja aqui como é tão fácil de fazer), mergulhei de cabeça nas profundezas da Internet à procura do melhor, mais simples e mais rápido jantar com esse imbatível molho que a Humanidade produziu.

Trata-se de um delicadíssimo lombo de bacalhau cozido no forno com o tal molho-maravilha. A receita é do genial blog Simply Whisked e leva apenas cinco míseros ingredientes: lombo de bacalhau, leite de coco, gengibre ralado, caril e coentros picados – além, claro, de flor de sal e pimenta preta moída no momento. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

5-Ingredient-Baked-Coconut-Curry-Cod-2.jpg

 

palitos de abóbora-menina no forno (quem precisa de batatas fritas?)

Não sei porque é que há toda esta polémica a propósito da proibição por parte das autoridades francesas do uso de burkini. Pessoalmente, acho uma ótima ideia. Acho mesmo que vou aderir à moda e assim desisto de vez da minha dieta... Era espetacular!

OK, não era assim tão espetacular porque deve ser um calor infernal debaixo daquilo e, além disso, adoro apanhar sol. Por isso, vou voltar à minha dieta (que interrompi por uns breves 10 minutos) e convencer o meu querido Marido Mistério a fazer estas batatas fritas a fingir.

Como adoro batatas fritas mas, infelizmente, estão totalmente proibidas em qualquer dieta, a solução é fazer substitutos saudáveis, como estas que encontrei no ótimo blog Feed Me Phoebe.

Ele só precisa de uma abóbora-menina, descascada, sem sementes e cortada aos palitos, azeite, sal, sálvia picada e mais algumas folhas para decorar. Para o molho, só precisa de uns filetes de anchova, maionese e sumo de limão fresco.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

image.jpeg